Uma das salas de aula da antiga Escola de Vale Travesso, na freguesia de Nossa Senhora da Piedade, em Ourém, vai acolher o projeto “Uma escola na floresta”. O objetivo é “privilegiar a aprendizagem comunitária em cooperação com a natureza, numa ação sustentada em valores como o desenvolvimento do corpo e mente das crianças através do contacto com a natureza”, explicam os serviços de comunicação da Câmara Municipal de Ourém, entidade que desenvolve este “projeto pioneiro”.

A iniciativa tem também como propósito a “promoção de um desenvolvimento holístico nas crianças, jovens e educadores, o apoio aos educadores na descoberta de uma nova forma de educar, o desenvolvimento de uma metodologia de ensino promotora dos interesses da criança e a promoção de eventos educativos na natureza para a comunidade”, adianta o município português.

A proposta de protocolo a celebrar entre o Município de Ourém e a associação “Uma escola na floresta”, foi aprovada na reunião da câmara municipal, na última segunda-feira, dia 2 de agosto. É no âmbito deste protocolo que o município de Ourém se “compromete a ceder a esta coletividade uma das salas da antiga Escola de Vale Travesso”. O protocolo deverá estar em vigência durante um ano, “sendo renovado automaticamente por período igual de tempo, caso não seja denunciado por qualquer das partes com 30 dias de antecedência”.

Tagged: