Com o objetivo de alertar a sociedade para a necessidade de proteger uma espécie, que se encontra avaliada como “em perigo” de extinção em território português, foi produzida a curta-metragem “Proteger a rapina das searas”.

O documentário foi lançado pela ONG Palombar – Conservação da Natureza e do Património Rural, no contexto do projeto “Reconecta-te à Natureza – As aves fazem mais do que cantar”, cujo financiamento provém do Fundo Ambiental. É também um propósito desta produção destacar a relevância que o tartaranhão-caçador (Circus pygargus) representa para os ecossistemas.

O documentário transporta os espetadores até ao Planalto Mirandês, procurando dar respostas a questões como: “Que ave é esta? De onde vem? Em que território habita? Que ameaças enfrenta? Quais são os serviços que presta para os ecossistemas e os agricultores? Como a podemos proteger?”.

O próximo passo da ONG deverá envolver a criação de uma “Rede de Amigos do Tartaranhão-caçador”, de forma a promover a criação de medidas de conservação. O documentário “Proteger a rapina das searas” pode ser conhecido online.

Tagged: