Foto: Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

Um projeto-piloto da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), atualmente em fase de teste, leva a realidade virtual junto dos mais idosos, transportando os mais velhos até às ruas de Paris, às praias do Rio de Janeiro, às montanhas de Itália, ou até a um espetáculo de música clássica na Finlândia, por exemplo.

“Já viu como isto é formidável? Parece que estava mesmo lá e, afinal, foram estes óculos que me levaram até lá”, reagiu Sofia Silva, umas das idosas envolvidas no projeto. “Estou a viajar sem gastar dinheiro! Estive na Torre Eiffel e em outros sítios de Paris que, em tempos, visitei. Vi pessoas a passearem junto ao rio”, disse outra das utentes. O projeto está a ser desenvolvido pela Unidade de Transformação Digital, da Direção de Estudos e Planeamento Estratégico da Santa Casa (DIEPE), junto dos utentes da Estrutura Residencial para idosos da Quinta Alegre, da Misericórdia de Lisboa.

“Aquilo que pretendemos é que este projeto nos leve para uma área de estimulação e avaliação cognitiva. Neste momento, os conteúdos são lúdicos e de entretenimento. Não são conteúdos com os quais possamos tirar conclusões relativamente à condição dos utentes, mas o objetivo é caminharmos para aí porque essa é uma das potencialidades da realidade virtual”, disse Ilda Marcelino, responsável pela Unidade de Transformação Digital da Santa Casa, citada pelos serviços de comunicação da Misericórdia de Lisboa.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *