A Santa Casa da Misericórdia do Concelho de Oliveira do Bairro, no distrito de Aveiro, inaugurou um centro de dia especialmente dirigido a pessoas com doença de Alzheimer ou outras demências. O espaço tem capacidade para acolher “20 utentes com demência e cria sete postos de trabalho”, conforme indicam os serviços de comunicação da Misericórdia de Lisboa.

Além dos utentes que acolhe, a iniciativa é um meio para “responder às necessidades específicas” de cuidadores e de famílias que sofrem com a doença dos seus entes queridos. Simultaneamente, o “novo espaço promove a intergeracionalidade”, uma vez que os utentes “convivem e fazem atividades no Centro de Atividades Ocupacionais, ao mesmo tempo que estão próximos do recreio do jardim de infância”.

Segundo a Santa Casa de Lisboa, o projeto é inspirado no programa “Vidas”, da União das Misericórdias Portuguesas, e num “modelo espanhol, adotado em vários países, que resulta de um trabalho multidisciplinar, com diagnóstico médico e grupos definidos”. O novo equipamento é ainda uma forma de dar resposta ao “contínuo envelhecimento da população” e ao “elevado grau de dependência dos idosos, designadamente com doença degenerativa”, naquele concelho.

A intervenção foi apoiada pelo Fundo Rainha Dona Leonor, uma resposta criada pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), em parceria com a União das Misericórdias Portuguesas, para apoiar os valores e as atividades das Misericórdias em todo o território português.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *