Foto: CICM

Com meses de atraso, por causa da pandemia de Covid-19, e depois de um período de quarentena, os quatro missionários da Congregação do Imaculado Coração de Maria (CICM) destinados à nova missão do Malawi já se encontram a aprender o idioma local para, logo que possam, iniciar atividade nas duas paróquias que lhes foram confiadas.

O projeto resulta de um convite do bispo de Karonga, Martin Mtumbuka, e de longo período de preparação, iniciado em 2018 com a visita de uma delegação da direção-geral da congregação. Em meados de outubro deste ano, chegou ao Malawi o primeiro missionário, e uma semanas depois, uniram-se a ele os outros três religiosos.

Os quatro missionários já estão a aprender o idioma local, e logo que seja possível, assumem a gestão das duas paróquias que lhe foram confiadas: a paróquia do Imaculado Coração de Maria em Chisankhwa, nas montanhas de Misuku, e a paróquia de Santa Apolónia, nas margens do lago Malawi, na diocese de Karonga. Esta diocese foi criada em 2010, começou com cinco paróquias e conta agora com um total de 12, com mais de 50 mil católicos, servidos apenas por 31 sacerdotes.

Fundada em 1862, na Bélgica, a CICM foi criada inicialmente para o envio de missionários para a China, mas internacionalizou-se e está presente atualmente em mais de 20 países, incluindo a China continental.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *