Santuário de Fátima
Foto: Santuário de Fátima

Vários grupos de peregrinos de Portugal e de Espanha fizeram-se anunciar na Eucaristia que teve lugar no recinto de oração do Santuário de Fátima, na manhã do último domingo, 6 de setembro. A presidir à celebração esteve Joaquim Ganhão, sacerdote e diretor do Departamento de Liturgia do Santuário de Fátima.

O responsável explicou aos peregrinos que a “correção e o perdão fraterno devem unir no amor todos os membros da Igreja”, o que deve levar à superação dos obstáculos e dos perigos. Segundo o religioso, tal caminho é um convite ao “amor, que, com a caridade, se torna misericórdia e perdão”.

“Temos diante de nós um dos aspetos mais difíceis da nossa vida de cristãos: o perdão, diante de tudo aquilo que nos acontece. O Senhor convida-nos a ir até ao fundo e a perdoar sempre, neste que é um forte apelo dirigido a toda comunidade cristã e a cada um de nós”, referiu o sacerdote, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima.

O domingo na Cova da Iria ficou também marcado por mais uma edição da iniciativa “Encontros Basílica”. Coube a Marco Daniel Duarte, diretor do Departamento de Estudos e do Museu do Santuário de Fátima, dinamizar uma conferência subordinada ao tema “Fátima: histórias de santidade”. Durante a sua intervenção, o historiador lembrou Manuel Nunes Formigão, um sacerdote “atraído pela luz de Maria, que percebeu que havia uma mensagem que era preciso descodificar, e tanto lhe deve a mensagem deste lugar por esse esforço”.

Marco Daniel Duarte recordou também Luiza Andaluz, que “tanto trabalhou na melhor forma de servir o Evangelho, e que, poucos anos depois das aparições, consagrou um grupo de mulheres a Nossa Senhora de Fátima, resultando na primeira congregação religiosa com este carisma”.

O diretor do Museu do Santuário de Fátima fez ainda referência a Pio XII, João XXIII, Paulo VI, João Paulo II, José Maria Escrivá, Alvaro de Portillo, Teresa de Calcutá e o Padre Pio. “Estas biografias são tantas quantos são os peregrinos neste lugar ou noutra latitude a que a mensagem seja vivida, encontrem motivo para convívio com Deus”, disse o responsável. Depois deste momento, Pedro Gomes levou até aos peregrinos de Fátima um recital de órgão.

 

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *