Foto: HELPO ONGD

Ao longo de dois dias, foram distribuídas 256 bicicletas a alunos do ensino secundário, que vivem distantes da escola, assim como a ativistas sociais do projeto “Redes para a proteção”. Os alunos e ativistas beneficiados estudam nas escolas secundárias de Mieze, Impire e Silva Macua, na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique.

A entrega dos veículos foi levada a cabo pela Helpo, uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) portuguesa, presente naquele país africano. Os velocípedes foram entregues no âmbito do projeto Mozambikes, que procura “melhorar os rendimentos das populações, o acesso à educação, saúde, agricultura e emprego em Moçambique através do uso de bicicletas”.

Por sua vez, “Redes para a proteção” consiste num projeto de 12 meses, implementado pela Helpo, em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa. O programa conta com o financiamento do Instituto Camões, do projeto Mozambikes, Galp e Fundação Galp. “O apoio da Helpo continua a encurtar distâncias e a fazer ganhar tempo”, afirma o organismo português.

Tagged: