Projeto Educadores em Movimento
Foto: AidGlobal

Estão a ser criados no distrito do Chibuto, em Moçambique, “recursos pedagógicos úteis e apelativos para as crianças” daquela região, no âmbito do projeto “Educadores em movimento”, que chega até 1.760 menores, com idades compreendidas entre os quatro e os seis anos.

Os responsáveis pelo projeto explicam que trabalham para que as comunidades moçambicanas “tenham as competências necessárias para o desenvolvimento integral da criança em idade pré-escolar”. Através deste programa pretende-se que os mais novos “se desenvolvam física, cognitiva, emocional e socialmente e que aumentem o domínio da língua portuguesa”, adiantam os promotores da iniciativa.

Além disso, o projeto é uma ocasião para transmitir “hábitos de higiene, saúde, nutrição, entre outros”, e ainda para identificar casos de crianças com necessidades educativas especiais. As diversas dinâmicas do projeto são concretizadas por “jovens mães das comunidades, previamente capacitadas, com o apoio dos educadores comunitários”.

Depois de ter iniciado a 1 de novembro de 2018, este projeto deverá prolongar-se até 30 de outubro de 2021. O programa “Educadores em movimento” tem como financiador principal a Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) e como co-financiador o Instituto Camões.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *