O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou esta semana que há seis candidatas à vacina contra o novo coronavírus em “fase muito avançada”, o que faz aumentar as esperanças de uma imunização da população para breve. Apesar do otimismo, Tedros Ghebreyesus recordou que é preciso esperar pela conclusão de todas as investigações e resultados dos testes.

Três destas seis vacinas estão a ser desenvolvidas na China, enquanto as outras estão a ser estudadas nos laboratórios das empresas farmacêuticas americanas Pfizer, Moderna e da britânica AstraZeneca, esta última em colaboração com a Universidade de Oxford, revelou a OMS.

Assim que algumas destas investigações mostrar bons resultados, “a vacina será produzida e a população será imunizada, mas devemos ser cautelosos e observar possíveis efeitos adversos antes de vacinar milhares de pessoas”, adiantou o diretor de Emergências de Saúde da OMS, Mike Ryan, acrescentando que, juntamente com esses candidatos, cerca de 160 outros laboratórios estão a trabalhar para obter uma vacina, a primeira que seria conseguida contra um coronavírus.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *