António Marto, cardeal e bispo na diocese de Leiria-Fátima, deu as boas vindas a alguns milhares de peregrinos que marcaram presença na Cova da Iria, no primeiro domingo de celebrações com a presença de fiéis, após a sua suspensão devido à atual pandemia.

Depois de mais de dois meses de “um longo confinamento”, e com Eucaristias transmitidas pelos órgãos de comunicação social e digital, o cardeal afirmou estar com o “coração a transbordar de alegria e cheio de emoção”.

“A nossa fé é individual mas é também comunitária. Ninguém é cristão sozinho. A nossa fé é interior mas também tem uma dimensão visível, de encontro, face a face e de comunhão interpessoal”, explicou o cardeal português, destacando que “a retoma comunitária da fé e da Eucaristia é um momento tão esperado de alegria”.

“É belo!  Sei que todos nós tínhamos saudades que voltasse este momento. Eu também tinha saudades de ver os peregrinos de Fátima, por isso compreendeis a minha alegria”, disse o bispo diocesano, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima. António Marto aproveitou a ocasião para deixar uma saudação especial aos doentes e a todas as vítimas diretas e indiretas da Covid-19.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *