“Viver 100 fronteiras” é o nome de uma organização não governamental (ONG) sediada em Fiães, concelho de Santa Maria da Feira, que, desde o final de 2008, reúne um conjunto diverso de bens para populações africanas desfavorecidas. Esta semana, o organismo português recheou mais um contentor.

“Carregámos o 80.º contentor de ajuda humanitária em 12 anos de trabalho humanitário em África”, refere a ONG, através das redes sociais. Uma das voluntárias da associação dá conta de todo o esforço envolvido. “Estou supercansada, mas grata a todos os que ao longo deste tempo acreditaram em nós e no nosso trabalho”, escreve uma das envolvidas na ação.

O contentor tem como destino Cabo Verde, mais precisamente a Câmara Municipal de São Lourenço de Órgãos. Será o segundo contentor para este município, o que “prova o bom trabalho que fizeram na doação do primeiro”, destaca a ONG nacional, adiantando que este concelho tem “um grande potencial de agricultura”.

O recheio do contentor é muito variado. “Este contentor vai super bem carregado, com material muito bom. Leva 110 colchões, camas, três paletes de fardamento para serem doados a duas corporações de bombeiros, muita roupa e calçado, muitos livros didáticos, jogos lúdicos, material escolar e embalagens de plásticos para doar aos agricultores de morangos”, indicam os cidadãos que trabalham para esta ONG.

Tagged: