Sylvain Ronald, missionário Schut

O padre Sylvain Ronald, dos missionários de Scheut, foi libertado pelos sequestradores no coração da capital do Haiti, Porto Príncipe, depois de três dias em cativeiro e dos inúmeros apelos das comunidades religiosas, que organizaram uma cadeia de oração para pedir a sua libertação.

A Conferência de Religiosos Haitianos foi uma das organizações que esteve sempre na linha da frente para implorar a libertação do sacerdote, argumentando que a congregação a que pertence não tinha a verba para pagar o resgate exigido pelos sequestradores.

À margem do IV Congresso da Comissão Nacional de Justiça e Paz, o cardeal Chibly Langlois, bispo de Les Cayes, manifestou-se indignado pelo fenómeno da insegurança e preocupado com o ressurgimento da criminalidade no país: “Há pessoas que se redimiram, há outras a quem roubaram o seu pedaço de terra, para não falar dos que morrem, sofrem com a violência e perdem as suas propriedades”, lamentou o purpurado.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *