Foto: Santuário de Fátima

As celebrações da última peregrinação internacional aniversária do ano ao Santuário de Fátima encerraram com um balanço positivo, face às contingências impostas pela pandemia. Esta terça-feira, estiveram no recinto cerca de 4.000 pessoas, um número abaixo das 6.000 permitidas, mas em quantidade suficiente para proporcionar um “espetáculo de beleza e exemplo cívico, de fé cristã e de amor ao próximo”, sintetizou o bispo de Leiria-Fátima, António Marto.

Na mensagem final transmitida aos peregrinos, o cardeal agradeceu o testemunho de todos os que estiveram presentes fisicamente no templo mariano. “A devoção filial a Nossa Senhora e o fervor da vossa oração enchem todo este recinto, com o calor do vosso amor a Deus e aos irmãos”, sublinhou.

Num balanço à forma como decorreu a peregrinação, Carmo Rodeia, porta-voz do santuário, destacou o “comportamento exemplar” dos peregrinos, quer ao acatarem os apelos para não se deslocarem à Cova da Iria neste período, quer no modo como respeitaram as regras de ocupação do espaço e de proteção individual.

“A partir de agora, regressamos à normalidade do nosso plano de contingência, sendo certo que todas medidas que estão lá previstas irão sendo implementadas consoante a exigência do momento”. Os círculos pintados no chão vão “desaparecer com o tempo”, mas o santuário continuará a garantir “uma ocupação do espaço em segurança”, frisou a responsável.

Por parte das autoridades, que estiveram no terreno com a Operação Trindade entre domingo e esta terça-feira, o balanço final também foi positivo. “Os peregrinos cumpriram as regras e acataram as indicações. É motivo para ficarmos felizes”, afirmou o capitão da GNR David Ferreira, salientando que apenas foi necessária alguma “ação preventiva” e de sensibilização para desfazer algumas filas que se foram formando nas portas de entrada do recinto mais concorridas.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *