turismo viagens

O setor do turismo está lentamente a reduzir as restrições relacionadas com a Covid-19 e cerca de 40 por cento de todos os destinos mundiais já flexibilizaram as medidas de controlo dos viajantes internacionais, segundo dados recolhidos pela Organização Mundial de Turismo (OMT).

A agência tem acompanhado as respostas globais à pandemia desde o início da crise e verificou que, em 15 de maio, apenas três por cento dos destinos tinham aberto as suas portas a turistas estrangeiros. Dois meses mais tarde, este número tinha aumentado para 22 por cento.

Dos 87 destinos que reduziram as restrições, apenas quatro suspenderam completamente as limitações. Os outros mantiveram algumas medidas, como o encerramento parcial de fronteiras, o que, na opinião da OMT, confirma “a tendência de adaptação lenta, mas contínua, e uma retomada responsável da economia internacional do turismo”.

Entre estes destinos, estão 20 pequenos Estados insulares em desenvolvimento, e muitos outros países que dependem do turismo como pilar central do emprego, crescimento económico e desenvolvimento. Cerca de metade estão na Europa.

Segundo a OMT, o impacto da Covid-19 tem dimensões históricas, tanto em termos de chegadas de turistas como receitas perdidas. Até final de maio, a pandemia tinha causado perdas de 320 biliões em receita, três vezes mais do que durante a crise económica global de 2008-2009.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *