Acabam de ser impressos em Portugal 4.000 exemplares do Missal Dominical em cinyungwe, uma “língua moçambicana falada por quase 1 milhão de pessoas na província de Tete, no centro de Moçambique”, destaca Diamantino Antunes, missionário da Consolata e bispo de Tete.

Esta edição “chegará proximamente à diocese” de Tete e “permitirá um acesso mais fácil aos textos litúrgicos”, esperando-se que contribua também para o “revigoramento da fé de muitos cristãos, animando-os na ação evangelizadora, alicerçada na Palavra de Deus”, refere Diamantino Antunes. “A partir de agora, as comunidades cristãs e uma parte dos fiéis da diocese de Tete podem ter nas suas mãos a Palavra de Deus Dominical”, acrescenta o prelado.

A tradução do Missal Dominical – “Mwambo wa Missa”, em língua cinyungwe – foi “cuidadosamente preparada e revista ao longo dos anos”, explica Diamantino Antunes, que decidiu aprovar e fazer esta edição impressa por considerar que este livro deverá contribuir para “uma melhor participação dos fiéis na Santa Missa e para a realização da celebração da Palavra”.

Para Diamantino Antunes, a impressão do Missal “trata-se de um excelente serviço pastoral aos fiéis católicos da diocese de Tete”. “Que o bom uso deste Missal seja a melhor recompensa para todos os que ajudaram neste trabalho, particularmente os Missionários da Consolata em Portugal”, realça o bispo de Tete. O Missal foi impresso na Gráfica Almondina, em Torres Novas.

Tagged: