Foto: Lusa/EPA

Com o objetivo de ajudar as vítimas dos ataques na Faixa de Gaza, a confederação internacional da Cáritas lançou uma campanha solidária. O conflito entre Israel e Palestina está a gerar centenas de mortes, incluindo crianças. De acordo com a equipa da Cáritas de Jerusalém, o “bombardeamento é imprevisível e as bombas são mais poderosas do que nas guerras anteriores”.

Há vários anos que os funcionários da Cáritas de Jerusalém trabalham na Faixa de Gaza para prestar serviços essenciais às pessoas mais pobres “incluindo cuidados de saúde, nutrição e apoio psicossocial para pessoas traumatizadas por anos de restrições e violência”.

Segundo o organismo humanitário da Igreja Católica, cerca de 80 por cento da população da Faixa de Gaza está dependente de ajuda humanitária e cerca de 90 por cento dos agregados familiares não tem acesso a água potável. No passado domingo, 16 de maio, o Papa Francisco deu conta da sua “enorme preocupação” em relação à situação na Terra Santa, e condenou a “inaceitável” morte de menores. A campanha decorre online.

Tagged: