Receita vai reverter a favor da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) inaugura pelas 15h00 desta quinta-feira, 15 de abril, um novo Gabinete de Apoio à Vítima (GAV), em Almada, no distrito de Setúbal. O objetivo é “criar uma resposta que apoie as vítimas de qualquer tipologia de crime, familiares e amigos”, indicam os serviços de comunicação da APAV.

O novo espaço vai “disponibilizar apoio emocional, jurídico, psicológico, social e prático, com atendimento e acompanhamento confidencial e gratuito”, destaca a associação nacional, adiantando que em “2019, foram registados pelas autoridades policiais quase sete mil crimes em Almada, com principal incidência nos crimes contra o património, contra as pessoas e contra a vida em sociedade”. Nesse mesmo ano, a APAV “apoiou, no concelho, um total de 156 vítimas de crime e de violência”.

O GAV de Almada estará em funcionamento num espaço cedido pelo município local, e torna-se numa realidade no seguimento de um Protocolo de Cooperação, assinado entre a autarquia de Almada e a APAV. A sessão de inauguração deverá contar com a presença de Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada, e de João Lázaro, presidente da APAV.

Através da inauguração deste espaço, a APAV estende a sua rede nacional de serviços de proximidade, a qual contempla Gabinetes de Apoio à Vítima, Equipas Móveis de Apoio à Vítima, Polos de Atendimento em Itinerância, Sub-Redes Especializadas, Casas de Abrigo, Sistema Integrado de Apoio à Distância e Linha Internet Segura. O GAV de Almada estará de portas abertas nos dias úteis, das 09h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30.

Texto: Juliana Batista

Tagged: