António Guterres
António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas | Foto: ONU / Jean-Marc Ferré

O secretário-geral das Nações Unidas pediu esta semana à comunidade internacional que se una para duplicar a capacidade de produção de vacinas contra a Covid-19 e garantir que a imunização chega a todos. “A campanha global de vacinação representa o maior teste moral do nosso tempo”, salientou António Guterres.

“Vemos muitos exemplos de nacionalismo e concentração de vacinas nos países ricos, bem como acordos colaterais repetidos com fabricantes que prejudicam o acesso de todos”, lamentou o líder da ONU, reiterando que as vacinas devem ser consideradas um bem público global e que o mundo deve-se unir para produzir e distribuir doses suficientes para todos, o que significa pelo menos duplicar a capacidade de fabrico atual.

Na sua mensagem, Guterres definiu como “tsunami do sofrimento” o que a pandemia trouxe ao mundo e aproveitou para prestar homenagem às pessoas de todo o mundo que se adaptaram para viver de uma nova maneira, aos profissionais de saúde e a outros trabalhadores essenciais, e a todos aqueles que enfrentaram os chamados “negacionistas e desinformadores”.

Tagged: