Foto: Vida

Duzentas e trinta e uma crianças, com menos de 14 anos de idade, e dois adultos, foram registados no âmbito de uma campanha de registo civil em Machangulo, “uma das zonas mais isoladas” do distrito de Matutuine, em Moçambique, e que chegou ao fim na última sexta-feira, 19 de fevereiro.

A iniciativa foi concretizada por um técnico da Conservatória Distrital de Registo Civil e Notariado, e por um elemento da equipa VIDA, uma organização não-governamental (ONG) portuguesa, sem fins lucrativos, existente desde 1992, promotora de projetos de desenvolvimento nos países mais pobres do mundo.

A ONG portuguesa explica que a “importância destas campanhas de registo deve-se ao facto [do registo civel] ser muito difícil de concretizar para a maioria das famílias, que vivem a longas distâncias, com a agravante das difíceis condições de acesso, da capital do distrito de Matutuine, o único local onde é possível realizar o registo civil”.

A iniciativa aconteceu no contexto do projeto “O nosso futuro é hoje: Fortalecimento da resiliência alimentar e ambiental das comunidades vulneráveis do distrito de Matutuine”. A iniciativa é financiada pelo Instituto Camões e pela organização espanhora Ayuda En Acción. O projeto visa contribuir para o desenvolvimento rural e resiliência das comunidades beneficiadas.

Tagged: