Foto: Rogério Assis / ISA

Quase um ano depois da chegada da pandemia ao Brasil, a Terra Indígena Trombetas Mapuera, localizada no sul do estado de Roraima, na divisão com os estados do Amazonas e Pará, continua sem registo de qualquer caso de Covid-19. Para isso foi fundamental a criação de uma cantina, que evita deslocações à cidade e os eventuais riscos de contaminação.

“Não entrou Covid até agora no nosso território e estamos muito felizes. O projeto da cantina diminuiu as saídas das comunidades para a cidade. Dentro das comunidades estamos abastecidos com diversos materiais, a nossa barreira está funcionando muito bem, graças aos apoios de emergência. Hoje, a cantina está sendo cuidada por três jovens indígenas”, afirmou o presidente da Associação do Povo Indígena Waiwai (APIW), Fernandinho Waiwai.

Para garantir o sucesso deste projeto, focado no isolamento e a garantia de abastecimento, as comunidades Waiwai têm contado com a colaboração de vários parceiros, entre eles o Instituto Sociambiental (ISA). “Os motoristas dos camiões são orientados para manter distância dos indígenas durante a entrega, e material enviado é higienizado com álcool e fica em ‘quarentena’. Na chegada, a orientação é fazer nova higienização. O uso de máscaras também é recomendado e cumprido. A garantia da entrega é por meio da comunicação entre as lideranças via whatsapp, telefone, fotografias e vídeos”, explicou Felipe Reis, assessor do ISA.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *