Foto: Avomacc

Pelo sexto mês consecutivo foi possível distribuir um cabaz alimentar por cada uma das 94 famílias moçambicanas apoiadas pela Associação Voluntária de Mães e Crianças Carenciadas (Avomacc). “Falamos de um universo de mais de 500 pessoas que fazem parte destas famílias, e que estamos a apoiar na luta contra a Covid-19, em Moçambique”, explicam os elementos da associação.

A equipa da Avomacc manifesta a sua gratidão a todos quantos tornaram possível esta ação. “Um enorme agradecimento a todos os amigos e padrinhos que desde o primeiro dia se juntaram a esta causa.” Para os envolvidos neste projeto, a ação é agora revestida de uma especial importância, uma vez que esta semana o Prémio Nobel da Paz “foi atribuído ao Programa Alimentar Mundial”. Existente desde abril de 2010, a Avomacc tem como missão “dar trabalho às mães e mulheres desempregadas, que têm bebés e crianças carenciadas ou vivem com enormes dificuldades”.

No período em que as crianças permanecem na creche ou no jardim de infância da associação, as mães trabalham nas atividades deste projeto “criando assim hábitos de responsabilidade e compromisso que lhes permitam receber um vencimento ao fim do mês, ainda que seja muito baixo”, explica a associação, adiantando que o objetivo é “promover a melhoria das condições de alimentação, saúde, higiene e educação sanitária, das mulheres e crianças”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *