Mural Évora
Foto: Paróquia de Nossa Senhora de Fátima

Com o objetivo de “deixar um registo da experiência individual e coletiva” em consequência da atual pandemia, foi pintado um mural de 15 metros, na paróquia de Nossa Senhora de Fátima, na arquidiocese de Évora. Com o nome ‘As mãos e a luz’, o mural “foi concebido e executado por João Parreira e Sílvia Mendes”, referem os serviços de comunicação da arquidiocese.

A iniciativa foi promovida pela paróquia de Nossa Senhora de Fátima, e, em vez de dar lugar “à dor, ao isolamento, à doença e à morte”, a obra coloca em foco “a generosidade, a entreajuda, a comunhão”, que a atual pandemia está a fazer “germinar nas comunidades”.

Inaugurada no passado dia 28 de junho, a obra aborda a pandemia “pelo lado luminoso”, colocando em evidência as Obras de Misericórdia, que consistem na “operacionalização do dever de caridade”, apelando ao “cuidado do próximo”, através de gestos como “dar de comer a quem tem fome, dar de beber a quem tem sede, vestir os nus, dar pousada aos peregrinos, visitar os enfermos, visitar os presos e enterrar os mortos”.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *