Foto: Pascom Paróquia Santa Luzia

Inácio Cordeiro Padrão, natural do povo indígena Baré, e jovem missionário da Consolata, foi ordenado presbítero pela imposição das mãos do cardeal Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus (Brasil). A celebração decorreu na paróquia Santa Luzia, em Manaus, na noite do último sábado, 17 de setembro.

A celebração contou com “participação de 21 sacerdotes missionários da Consolata, religiosos e diocesanos, além de inúmeras religiosas, leigos missionários e fiéis de Manaus e região”, conforme indica Júlio Caldeira, sacerdote missionário da Consolata. O novo presbítero é natural de São Gabriel da Cachoeira, na Amazónia brasileira, e “é o oitavo de dez filhos do colombiano Paulo Padrão e de Maria Cordeiro, brasileira e indígena Baré”.

Inácio “iniciou sua formação com os missionários da Consolata em 2009 e realizou os seus estudos no Brasil, Argentina e Quénia”. O primeiro território de missão do jovem será Moçambique. Na homilia da celebração, o arcebispo de Manaus pediu ao novo presbítero para que não esqueça as suas origens. “Não te esqueças das tuas raízes indígenas, da casa do povo de onde vieste, da fé recebida, da força cultural que te gerou.”

O cardeal Leonardo Steiner recordou a missão que terá o neopresbítero, como missionário da Consolata. “Como verdadeiro missionário da Consolata ‘anuncia Jesus Cristo onde ainda não é conhecido!’ Deixa-te inspirar em todos os momentos, ações e exercícios de tua missão e do teu ministério pela Consolação. A Consolata é o modelo e guia, inspiração para levar ao mundo a verdadeira consolação que é Jesus, seguindo o modo de vida do bem-aventurado José Allamano [fundador dos missionários da Consolata]. Como homem da consolação, persevera no amor e seja fiel à Eucaristia, na devoção a Maria, na obediência à Igreja e ao Papa, no espírito de família e na estima e amor ao trabalho.”

Tagged: