Foto: Mahmur Marganti

As novas recomendações para o uso de máscaras de tecido na proteção contra a Covid-19, divulgadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), sugerem, entre outras advertências, que as peças tenha uma camada tripla e não disponham de válvulas.

“Das três camadas, a que fica em contato com a boca deve ser de algodão absorvente, a intermediária de polipropileno e a mais distante do rosto pode ser também de polipropileno ou de um poliéster resistente à humidade”, explicou a agência no seu relatório epidemiológico semanal.

Segundo os especialistas da OMS, é desejável que as pessoas verifiquem se as máscaras que estão a adquirir garantem pelo menos 70 por cento de filtragem de pequenas gotas e se conserva as propriedades durante, pelo menos, cinco lavagens, e que se certifiquem que o equipamento de proteção cobre também o queixo (além da boca e nariz), sem deixar fugas.

As indicações desaconselham ainda o uso de de duas máscaras de tecido ao mesmo tempo e recomendam que as máscaras não médicas sejam guardadas em sacos de plástico ou outras embalagens seguras, antes e depois do uso, lavadas com sabão e detergente, preferencialmente a 60 graus centígrados.

Tagged: