Ana Correia e Sara Souto, alunas do curso de Educação Social da Escola Superior de Educação, do Instituto Politécnico de Santarém, encontram-se a realizar o estágio curricular na Cáritas Diocesana de Santarém e decidiram colocar em práticas os projetos ‘Vizinho amigo’ e ‘Vamos por si’, no contexto da atual pandemia.

As duas iniciativas visam ajudar os cidadãos do Entroncamento e de Muge com a “aquisição de bens essenciais e/ou medicação, promovendo a permanência em casa, de modo a conter a propagação da pandemia”, explicam os responsáveis pela Cáritas Diocesana de Santarém, em comunicado.

Já antes da pandemia, os técnicos da Cáritas acompanhavam os “atendimentos e a distribuição de cabazes alimentares”. Depois da pandemia, procurou-se “abranger um maior número de participantes, não só aos utentes da Cáritas com mais de 60 anos e/ou de risco, como também aos residentes com mais de 60 anos e/ou de risco”. Estes dois projetos pretendem, também, fazer um “acompanhamento da população de risco e sinalizar novos casos”.

Para além destes projetos, a Cáritas de Santarém estabeleceu também uma parceria com o ‘Centro de Apoio Pedagógico’, da Escola Superior de Educação de Santarém, para proceder à confeção de máscaras, que serão depois entregues aos vários grupos paroquiais e interparoquiais acompanhados por este organismo humanitário da Igreja Católica.

Tagged:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *