Foto: Nuno Veiga / Lusa

Com o objetivo de colocar em prática as obras de misericórdia, a Santa Casa da Misericórdia de Évora “tem em funcionamento um vasto leque de apoios para abranger todos os membros da comunidade que deles necessitem”, referem os serviços de comunicação da União das Misericórdias Portuguesas (UMP).

Entre os apoios prestados, está o serviço concedido por uma cantina social, o Incorpora, um programa de procura e oferta de emprego, a loja social Ponto DAR+, a iniciativa “Estendal Solidário”, e a realização de funerais sociais, para aqueles que morrem e o corpo não é reclamado, e para as famílias sem capacidade económica para prestar o serviço funerário ao seu familiar.

Sobre este último serviço, Francisco Figueira, provedor da Santa Casa de Évora, explica que os funerais sociais acontecem quando existem falecimentos de pessoas que “não têm ninguém que os enterre”, ou quando este apoio é solicitado por famílias que sem meios financeiros para prestar o serviço funerário ao seu familiar. Nessas ocasiões, não é cobrado “nada a ninguém”, assegura Francisco Figueira.

Tagged: