Dalai Lama pediu que seja feita uma pressão internacional sobre Pequim, a fim de se pôr termo à repressão militar chinesa nas regiões povoadas por tibetanas
Dalai Lama pediu que seja feita uma pressão internacional sobre Pequim, a fim de se pôr termo à repressão militar chinesa nas regiões povoadas por tibetanasO líder espiritual dos budistas tibetanos apelou aos dirigentes mundiais, aos parlamentares, às ONG e às populações que reclamem o fim imediato da actual repressão , bem como a libertação de todos aqueles que foram detidos ou interpelados .
Em comunicado, Dalai Lama refere a necessidade de envio para o Tibete de uma comissão de inquérito internacional. Defende ainda que os media e as equipas médicas internacionais sejam autorizadas a ir às regiões atingidas pelos conflitos.
O líder dos budistas adianta que as autoridades chinesas deslocaram importantes contingentes de tropas para as regiões tradicionais tibetanas. Não se limitaram a começar a reprimir duramente os tibetanos alegadamente implicados nas perturbações, mas também a fechar as zonas onde as manifestações tiveram lugar , declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *