19 milhões de pilhas foram recolhidas e reenviadas para reciclagem em 2007
19 milhões de pilhas foram recolhidas e reenviadas para reciclagem em 2007É um novo recorde nacional. Em 2004, quando se iniciou a colecta sistemática de pilhas em contentores próprios – os pilhões -, o número total não chegava aos oito milhões de unidades, adianta o Público de hoje.
a taxa de recolha em Portugal fica-se nos 18 por cento. Um valor baixo, tendo em conta que, aquando a atribuição da licença, por parte do governo à Ecopilhas, fixava uma meta de 25 por cento em 2003 e 50 por cento em 2005. a própria Comissão Europeia exige, agora, os 25 por cento só em 2012.
Noutros países o cenário é diferente, traduzindo-se numa maior recolha. Em 2005, na Bélgica a taxa de recolha estava já nos 52 por cento, na Áustria, 43 por cento, na alemanha, 35 por cento e na Holanda, 34 por cento, segundo a associação Europeia de Baterias Portáteis, citada pelo diário.
Como reciclar é imperioso, há, actualmente, 12 mil pilhões instalados junto de ecopontos espalhados por todos os concelhos do país. E há três mil pontos especiais de recolha, como supermercados e lojas especializadas. a Ecopilhas distribuiu já um milhão de mini-pilhões, para a recolha doméstica.
Depois de recolhidas, as pilhas são recicladas na Áustria, num processo em que, até os maiores poluentes são reaproveitados. O cádmio, por exemplo, é procurado para aplicações industriais.
agora, já sabe, coloque as pilhas no pilhão e ajude o ambiente. anualmente são vendidas em Portugal 107 milhões de pilhas, das alcalinas para brinquedos, às baterias de telemóvel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *