Pessoas afectadas ainda sofrem as consequências de cheias, ciclones e fortes chuvas que, desde Outubro, atingiram a região
Pessoas afectadas ainda sofrem as consequências de cheias, ciclones e fortes chuvas que, desde Outubro, atingiram a regiãoQuase um milhão de pessoas em toda a África austral sofreram com inundações, ciclones e chuvas intensas na estação das chuvas. agora, o pior só deve regressar no próximo ano, mas os problemas devem persistir até ao final de abril.
O Gabinete das Nações Unidas para a Coordenação dos assuntos Humanitários (OCHa) esclareceu, num relatório sobre a situação na África, que ainda se esperam fortes chuvadas, inclusive no centro de Moçambique, onde os leitos dos rios já estão no limite, dois dias depois de chuvas intensas na semana passada.
aliás, nestas últimas semanas, fortes chuvas têm também atingido o Sul de angola, a Namíbia e a parte oriental da África do Sul, informou o OCHa. Mas o ciclone Jokwe, que atingiu a província moçambicana de Nampula, no início deste mês, perdeu força sem causar mais danos noutras regiões de Moçambique e Madagáscar.
No total, as autoridades locais estimam que 987. 516 de cidadãos dos países da região austral foram afectados negativamente pelas chuvas, inundações e ciclones desde Outubro do ano passado. Os mais atingidos são os de Madagáscar. a ilha foi assolada por vários ciclones, bem como por chuvas e inundações, que afectaram mais de 332 mil pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *