Um sábado trabalhador seguiu-se ao dia cansativo de sexta-feira.começou com o pequeno-almoço menos entusiasmante e efusivo que o costume devido ao cansaço
Um sábado trabalhador seguiu-se ao dia cansativo de sexta-feira.começou com o pequeno-almoço menos entusiasmante e efusivo que o costume devido ao cansaço a oração da manhã ajudou a situar os jovens para se sentirem bem connosco e com o mundo. Num dia marcado pela aparente ausência de Cristo, mas denso de significado, os jovens centraram-se na adoração da cruz e na cumplicidade com o Pai.
Durante o tempo de formação foi abordado o tema das várias teorias sobre o desaparecimento do corpo de Jesus. Perguntas como o que significa a ressurreição para cada um de nós e Onde está Jesus?, inspiraram a reflexão. Para que vivêssemos de uma forma mais intensa a ressurreição de Cristo, visitamos uma representação do sepulcro.
Depois do almoço a convite da junta de Constância, que deu para conhecer mais a vila, os jovens partiram a evangelizar.com a cruz de missionário ao peito, partimos em direcção às ruas de Constância, oferecendo calendários, convidando as pessoas a participar na Eucaristia, espalhando a alegria e o espírito missionário.
De volta a casa e após uma experiência enriquecedora, o grupo dividiu-se em dois. Um começou a trabalhar na confecção de pequenas lembranças, que tinham como objectivo lembrar eternamente a nossa vinda à Páscoa Jovem Missionária. O outro encarregou-se de escrever, numa faixa, o lema da PJM 2008: Jesus ressuscitou em nós.
a vigília pascal reuniu os jovens à volta da luz nova e da água abençoada. Nada mais inspirador, antes de terminar o dia, do que uma viagem aos astros’. Visitámos o centro de ciência viva.
O festival da Canção Pascoalino terminou com a escolha do da PJM2008, no meio da alegria e entusiasmo. a nossa vinda a Constância tornou-se uma experiência única e que muitos gostariam de repetir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *