Noite fria e ventosa de Sexta-feira Santa. Bem agasalhados os jovens percorrem algumas ruas da vila de Constância cantando e meditando no caminho de Jesus para o Calvário
Noite fria e ventosa de Sexta-feira Santa. Bem agasalhados os jovens percorrem algumas ruas da vila de Constância cantando e meditando no caminho de Jesus para o CalvárioNas mãos levam copo e vela, que o vento teima em apagar. Em cada uma das estações proclamam um texto previamente preparado, onde retratam sofrimentos do homem contemporâneo, desde a fome, a violência, a guerra e outros. Rezam e cantam ao som das violas.
Segue os jovens um pequeno grupo de homens e mulheres que se associaram à oração. São poucos, talvez devido à noite gelada. Ou simplesmente porque a prática religiosa em Constância se enfraqueceu. Nem sequer a novidade dos jovens vindos de vários pontos do país espevita a curiosidade das pessoas.
Os jovens não se perturbam. Seguem o seu ritmo e o seu programa, preparando-se para a grande noite da vigília pascal. De experiência em experiência vão crescendo em comunhão uns com os outros, como Cristo ensinou. E o coração deles enche-se de gozo e alegria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *