“Generosa testemunha de Cristo, que se gastou sem reservas pela difusão da mensagem evangélica em todos os âmbitos da sociedade contemporânea”
“Generosa testemunha de Cristo, que se gastou sem reservas pela difusão da mensagem evangélica em todos os âmbitos da sociedade contemporânea”assim se referiu o Papa a Clara Lubich, numa mensagem lida nas exéquias fúnebres, esta tarde, na basílica romana de São Paulo fora de muros.
Muitos são os motivos para dar graças ao Senhor pelo dom feito à Igreja nesta mulher de fé intrépida, mansa mensageira de esperança e de paz, fundadora de uma vasta família espiritual que abraça múltiplos campos de evangelização, salienta Bento XVI.
O Pontífice renovou os seus sentidos pêsames aos responsáveis e a toda a Obra de Maria – Movimento dos Focolares, como também a quantos colaboraram com esta generosa testemunha de Cristo, que se gastou sem reservas pela difusão da mensagem evangélica em todos os âmbitos da sociedade contemporânea, sempre atenta aos sinais dos tempos’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *