a Federação das associações de imigrantes em Portugal pretende fomentar uma ligação mais directa com os países de origem
a Federação das associações de imigrantes em Portugal pretende fomentar uma ligação mais directa com os países de origemNa tomada de posse, Maria Cláudia Henrique afirmou que a Federação pretende estabelecer uma relação muito directa com os países de origem, dar voz às necessidades comuns dos imigrantes . Visa ainda promover a participação na vida económica do país de acolhimento das pessoas que escolheram trabalhar e residir em Portugal,
Os imigrantes têm dois problemas: o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e os países de origem que criam dificuldades aos próprios ‘filhos’, nomeadamente na questão do envio de documentos , disse a professora de matemática, de 66 anos.
Nós estamos juntos para conseguir fazer um esforço para harmonizar culturas, origens, línguas, raças e religiões diferentes , frisou. a Federação das associações de Imigrantes em Portugal é constituída pela associação Luso-africana Pontos nos Is (Porto), Casa de angola e Casa Lusófona (ambas de Coimbra), associação amizade Portugal Países de Leste (Gondomar), amigrante (Leiria) e Liga dos Chineses.
a apresentação pública decorrerá a 4 de Julho. a Federação pretende ainda integrar mais organizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *