Dalai Lama apelou à China para “se abster do uso da força” no Tibete, onde várias pessoas morreram e ficaram feridas nos confrontos registados durante manifestações contra a administração chinesa
Dalai Lama apelou à China para “se abster do uso da força” no Tibete, onde várias pessoas morreram e ficaram feridas nos confrontos registados durante manifestações contra a administração chinesa Estes protestos são uma manifestação do profundo ressentimento do povo tibetano em relação ao governo actual , adianta o líder espiritual budista. O Prémio Nobel da Paz em 1989 apelou a Pequim para pôr fim ao ressentimento persistente, através do diálogo com o povo tibetano .
Várias pessoas foram hoje mortas em manifestações no centro histórico de Lhasa, que causaram também diversos feridos, indicou o centro de emergência médica da capital do Tibete. a Rádio Free Ásia adianta que a polícia chinesa disparou contra a multidão de manifestantes tibetanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *