Dalai Lama, chefe espiritual dos budistas tibetanos denunciou “inimagináveis e enormes” violações de direitos humanos cometidas pela China no Tibete
Dalai Lama, chefe espiritual dos budistas tibetanos denunciou “inimagináveis e enormes” violações de direitos humanos cometidas pela China no Tibete a repressão aumenta até atingir inimagináveis e enormes violações dos direitos do homem, afirmou. Da cidade de Dharamsala, no Norte da Índia, onde mantém exilado há 49 anos, o líder budista exemplificou a repressão sentida na China: Negação da liberdade religiosa e com a politização das questões religiosas .
Ontem, também, Dalai Lama reiterou o seu apoio aos Jogos Olímpicos de Pequim, adianta o jornal indiano Phayul . Trata-se da reação à acusação do governo chinês de que o líder espiritual tenta sabotar as Olimpíadas. a provocação é altamente incendiária , salienta o governo tibetano lembrando que Dalai Lama apoiou consistentemente o direito da China a acolher os Jogos Olímpicos de 2008 .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *