Coimbra vai viver o ciclo penitencial da Quaresma, de 14 a 16 de Março
Coimbra vai viver o ciclo penitencial da Quaresma, de 14 a 16 de MarçoNa noite de 14 de Março, pelas 21h30, na Praça 8 de Maio, serão recriados os Cantares das almas e outras recriações profanas que assinalam o período penitencial, a título de exemplo, o enterro do bacalhau, a queima do judas ou a serração da velha.
a iniciativa envolve mais de 400 figurantes dos 14 ranchos folclóricos do concelho, adianta o Correio de Coimbra. Serão representadas práticas pagãs dos séculos XVIII e XIX.
No dia seguinte, na Casa municipal da Cultura, realiza-se o colóquio Práticas da Quaresma – da morte colectiva à Ressurreição, que leva a Coimbra a discussão sobre a morte e as práticas religiosas que lhe estão associadas, quer em termos populares, quer em termos Círculo. À noite realiza-se na Igreja do Convento de Santa Clara-a-Nova, um concerto que integra a obra Requiem em ré menor V 626, de Mozart, apresentado pela Orquestra Clássica do Centro.
a fechar este Ciclo penitencial da Quaresma, numa organização levada a cabo pela autarquia conimbrense, haverá a 16 de Março, na Igreja de Santa Cruz um concerto com a participação do Coro de Câmara de Lisboa. O repertório é marcadamente religioso e erudito, baseado na obra Encomendação das almas, cujos textos resultam de cantos religiosos tradicionais portugueses, fruto de uma recolha de Fernando Lopes-Graça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *