Número de passageiros cresceu. Mas também há mais mortos e desaparecidos nos dois primeiros meses do ano
Número de passageiros cresceu. Mas também há mais mortos e desaparecidos nos dois primeiros meses do anoO número de migrantes que fazem a perigosa travessia do golfo de aden, em direcção ao Iémen, aumentou este ano, mas também cresceu o número de mortos, informou esta quarta-feira o alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (aCNUR).
Nos dois primeiros meses deste ano, 182 barcos transportaram 8713 pessoas, que chegaram ao Iémen. Pelo menos 113 pessoas morreram durante a viagem e haverá mais de 200 desaparecidos, que se presume que tenham falecido, contabilizou o porta-voz do aCNUR, Ron Redmond, em Genebra.
Nos dois primeiros meses de 2007, atravessaram este golfo duas dezenas de embarcações que transportaram 2946 pessoas, com 139 pessoas a perderem as suas vidas e 19 a desaparecerem.
a maior parte dos embarcados é da Somália e da Etiópia e procura na península arábica uma fuga à guerra e à pobreza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *