amnistia Internacional reconhece o sinal e mostra-se satisfeita, mas pede libertação de outros 58 presos de consciência
amnistia Internacional reconhece o sinal e mostra-se satisfeita, mas pede libertação de outros 58 presos de consciênciaJosé Ramón, alexandro Gonzáles, Omar Pernet e Pedro alvarez foram libertados após Fidel Castro ter abandonado o poder. a organização de defesa dos Direitos Humanos amnistia Internacional (aI) ) mostrou-se satisfeita, mas pediu a Raul Castro, irmão e sucessor do ex-líder cubano, para libertar imediatamente mais 58 presos de consciência. Exortou-o a garantir a liberdade de expressão no país.
a libertação dos quatro presos de consciência é um passo muito positivo, declarou Kerrie Horward, vice-directora do Programa américa da aI. Não devemos esquecer, pelo menos, 58 pessoas que permanecem na prisão apenas por ter expresso as próprias opiniões políticas.
Desejamos que este seja um sinal de mudança, acrescentou. a vice-directora espera que Raul Castro mostre disponibilidade para melhorar o respeito pelos direitos humanos, inclusive o direito à liberdade de expressão e de associação no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *