Em 39 situações de emergência, o Fundo necessita de verbas para acudir vítimas de conflitos e catástrofes naturais
Em 39 situações de emergência, o Fundo necessita de verbas para acudir vítimas de conflitos e catástrofes naturais a Unicef pediu esta quarta-feira que os doadores internacionais apoiem em 856 milhões de dólares (588,8 milhões de euros) as crianças e mulheres vítimas de situações de emergência, que vão desde os conflitos no Chade e no Quénia às regiões afectadas pelas cheias em Moçambique, num total de 39 casos.
No lançamento do seu Relatório sobre acção Humanitária 2008, esta terça-feira em Genebra, a agência garante que os fundos serão utilizados para prestar assistência urgente na saúde, educação e alimentação.
No Quénia, algumas crianças encontram-se entre as 150 mil a 300 mil pessoas que foram forçadas a abandonar as suas casas, enquanto no Chade, um número estimado de 30 mil a 52 cidadãos, que fugiram do país, estão numa situação de vulnerabilidade e precisam urgentemente de ajuda.
Nos dois conflitos, e nas outras 37 crises descritas neste relatório, as crianças e as mulheres continuam a suportar o peso do conflito e do deslocamento, explicou a directora executiva adjunta da Unicef, Hilde Johnson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *