Uns 30 mil fugiram à guerra na capital do Chade para se acolherem no Nordeste do país vizinho
Uns 30 mil fugiram à guerra na capital do Chade para se acolherem no Nordeste do país vizinhoalimentos, medicamentos e outros bens que podem dar algum alívio às 30 mil pessoas que fugiram dos combates no Chade e procuraram refúgio nos vizinhos Camarões estão a ser transportados com urgência para a região.
O alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (aCNUR) estima que, após combates que eclodiram na capital, N’Djamena, no sábado passado, entre as forças rebeldes e o exército, 20 mil a 30 mil chadianos chegaram pelo rio Chari a Kousseri, uma cidade remota no Nordeste dos Camarões.
Segundo o aCNUR, alguns chadianos arriscaram um regresso logo na quarta-feira de manhã quando se soube de um aparente regresso à calma em N’Djamena. alguns regressaram apenas durante o dia e planearam voltar aos Camarões pela noite, enquanto outros já regressaram às suas casas na capital do Chade, mas deixaram as suas famílias para trás em Kousseri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *