Já é conhecido o programa definitivo do encontro do Metanoia. a virtualidade dos sistemas democráticos entre outras questões está em cima da mesa
Já é conhecido o programa definitivo do encontro do Metanoia. a virtualidade dos sistemas democráticos entre outras questões está em cima da mesaas conquistas e limites dos sistemas democráticos modernos é o ponto de partida para o debate proposto pelo Metanoia para a sua Sessão de Estudos sobre O Exercício do Poder nas Democracias Modernas, depois de conhecido esta quarta-feira o programa completo do encontro a realizar no final deste mês.
afinal, para o Metanoia – Movimento Católico de Profissionais (M-MCP), a virtualidade dos sistemas democráticos, o acesso de toda a população à participação política, as tecnologias da comunicação e o acréscimo de consciência e participação cívica, são questões que pretendem ver reflectidas neste encontro.
as comunicações de José Manuel Pureza, professor universitário, antigo membro da Comissão Nacional Justiça e Paz e militante do Bloco de Esquerda, e Jorge Wemans, jornalista e actual director da RTP2, constituem o painel que antecipa um primeiro momento de debate.
Um segundo painel terá como tema a democracia em acção, e conta com as intervenções de Ulisses Garrido, sobre Sindicalismo, democracia e justiça social, e Céu Tostão, que falará das Novas tecnologias da comunicação – novas dinâmicas de construção social.
Esta sessão do M-MCP terá lugar de 23 a 24 de Fevereiro, na Casa de Nossa Senhora das Vitórias, na apelação, Camarate (Lisboa). Mais informações, nomeadamente sobre a inscrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *