“O mundo precisa de sinais”, necessita “de vós”, afirmou o bispo emérito de Leiria-Fátima, esta manhã, aos consagrados
“O mundo precisa de sinais”, necessita “de vós”, afirmou o bispo emérito de Leiria-Fátima, esta manhã, aos consagradosaos consagrados presentes na celebração eucarística na igreja da Santíssima Trindade, Serafim Ferreira e Silva assinalou o papel de luminárias e faróis, que os religiosos têm na sociedade actual, descristianizada.
O prelado sublinhou ainda que em clausura, ou a vida mais activa, padres ou freiras, todos temos dificulades para sublinhar a importância da fé. Se tivermos a coreagem iluminada pelo Espírito, robustecida pela graça, então ninguém nos contradiz, frisou.
Pelos religiosos e religiosas, não só os que pertencem a institutos mas também os muitos consagrados na vida mais corrente, na sua casa, o prelado reza diariamente e, nesta eucaristia do Dia do consagrado, dirigiu-lhes palavras de coragem e de acção de graças. O prelado lembrou aqueles que, em 2007, na sua vida missionária foram sacrificados, em nome de Deus e da fé.
Meia repleta de religiosos e religiosas, o templo foi ainda lugar para uma renovação da consagração de cada um. De vela acesa, símbolo da luz e da fé que, partiu do altar e que foi passado a todos quantos tinham velas, e as acenderam formando um grande colorido de luz branca. Também os fiéis não consagrados, renovaram a sua fé, recebida pelo baptismo, pronunciando Eu quero às invocações.
Em Portugal há sete mil consagrados, pertencentes a institutos religiosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *