Os 25 anos de ordenação episcopal do bispo de Coimbra foram assinalados com a eucaristia e uma sessão solene
Os 25 anos de ordenação episcopal do bispo de Coimbra foram assinalados com a eucaristia e uma sessão soleneÀ diocese de Lisboa, gosto de chamar-lhe mãe e devo-lhe o que sou. À diocese de Coimbra, chamo-lhe esposa, porque a ela entrego, agora, a minha vida, afirmou albino Cleto, durante a sessão comemorativa das bodas de prata de episcopado.
O prelado agradeceu o modo como fui acolhido há 10 anos e como sou olhado, mas não esqueceu Manteigas, sua terra natal, onde aprendi a pegar na vida e onde bebi a fé, adianta o Diário de Coimbra.
albino Cleto assinalou três pessoas na sua vida episcopal: O cardeal GonçAlves Cerejeira, que me fez padre; o cardeal antónio Ribeiro, que há 25 anos me chamou; e D. João Alves, a quem agradeço o chamamento para continuar a obra de 25 anos que edificou em Coimbra.
O cónego João Lavrador falou no homem serrano que se tornou um bispo perito em humanidade com inegáveis qualidades e um homem de Deus. Foi ainda referenciada a simplicidade e transparência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *