“Os meios de comunicação social: na encruzilhada entre o protagonismo e o serviço. Buscar a verdade para partilhá-la” é o tema da mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais
“Os meios de comunicação social: na encruzilhada entre o protagonismo e o serviço. Buscar a verdade para partilhá-la” é o tema da mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais a humanidade encontra-se hoje diante de uma encruzilhada , escreve o Pontífice na mensagem que dirige aos trabalhadores dos media. Os meios de comunicação social, pelas potencialidades educativas de que dispõem, têm uma responsabilidade especial de promover o respeito pela família, de ilustrar as suas expectativas e os seus direitos, de pôr em evidência a sua beleza.
Na mensagem dividida em seis partes, Bento XVI convida a uma reflexão sobre o papel dos media, sobretudo, do risco, sempre presente, de que os mesmos se tornem referências de si próprios e não mais, ou não só, instrumentos da verdade.
O Papa assinala que não existe âmbito da experiência humana, sobretudo se enquadrada no vasto fenómeno da globalização, onde os media não se tenham tornado parte constitutiva das relações interpessoais e dos processos sociais, económicos, políticos e religiosos.
É preciso interrogar-se se é sensato deixar que os instrumentos de comunicação social se ponham ao serviço de um protagonismo indiscriminado ou acabem em poder de quem se serve deles para manipular as consciências. Eles devem, ao invés, permanecer ao serviço da pessoa e do bem comum’. a mensagem foi divulgada a 24 de Janeiro, dia de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas. O 42º Dia Mundial das Comunicações Sociais será celebrado a 4 de Maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *