PaM comprou em dinheiro às nações mais pobres um valor recorde de 80 por cento do total dos alimentos adquiridos, só em 2007
PaM comprou em dinheiro às nações mais pobres um valor recorde de 80 por cento do total dos alimentos adquiridos, só em 2007O Programa alimentar Mundial (PaM) tem comprado a maior parte dos seus produtos alimentares a países em desenvolvimento numa situação em que as duas partes saem a ganhar, segundo o chefe da agência. No ano passado, o PaM comprou em dinheiro às nações mais pobres um valor recorde de 80 por cento do total dos alimentos adquiridos.
Considerada a maior organização humanitária do mundo, o PaM comprou 2,1 milhões de toneladas no valor de mais de 760 milhões de dólares (520 milhões na moeda europeia) a 69 países em desenvolvimento no ano de 2007. O Uganda foi o maior fornecedor da agência.
O PaM tem uma política de compra de alimentos localmente, quando e onde há em abundância, mas evita estes mercados em tempos de escassez, para evitar distorções dos preços.compras locais criam situações a favor dos dois lados [no combate] contra a fome, afirmou Josette Sheeran, a diretora executiva do PaM. Numa época de aumento dos preços dos produtos alimentares – que atingiu duramente os que já têm mais fome – estas soluções são mais necessárias do que nunca.
Para evitar um aumento dos preços, a agência compra os alimentos nos mercados locais destes países em desenvolvimento, onde os preços podem ser mais baixos e que estão simultaneamente localizados próximos dos sítios onde PaM os distribui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *