a violência pós-eleitoral atinge também os mais fracos. Há 75 mil menores a viver em campos temporários
a violência pós-eleitoral atinge também os mais fracos. Há 75 mil menores a viver em campos temporários a Unicef estima que pelo menos 100 mil crianças foram obrigadas a abandonar as suas casas por causa da onda de violência que tem varrido o Quénia desde as eleições de Dezembro.
O fundo anunciou que cerca de 75 mil menores residem agora nos mais de 100 campos de acolhimento das pessoas deslocadas internamente. a Unicef acredita que muitos milhares de crianças vivem temporariamente com outros membros da família.
Quase 600 pessoas perderam a vida e cerca de 255 mil foram obrigadas a fugir durante a crise, que começou depois do presidente Mwai Kibaki ter sido declarado vencedor nas eleições presidenciais, perante a contestação do líder da oposição Raila Odinga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *