Operações no terreno antecipam aumento do caudal dos rios. Pessoas deslocadas são já 60 mil no centro do país
Operações no terreno antecipam aumento do caudal dos rios. Pessoas deslocadas são já 60 mil no centro do paísas Nações Unidas estão a acelerar as operações de ajuda no centro de Moçambique, depois do anunciado aumento do caudal dos rios, temido para as próximas horas e dias, nomeadamente ao longo do rio Zambeze que, pelo menos nas últimas 48 horas, fez crescer o número de pessoas já deslocadas, ascendendo já às dezenas de milhares.
O número de pessoas deslocadas pode rapidamente atingir um ponto crítico, afirmou o representante da Unicef, Leila Pakkala. Uma actuação urgente é crucial para evitar surtos de doenças, que são o motivo de grande preocupação no início de uma crise [como esta], especialmente entre as crianças.
De acordo com dados das organizações internacionais e do Governo de Maputo, estima-se que 60 mil pessoas já foram evacuadas para serem alojadas em centros temporários em quatro províncias. as inundações já atingiram algumas das comunidades mais pobres e isoladas do país, onde o acesso aos serviços sociais e de saúde é limitado.
Preocupada com uma eventual situação de crise humanitária iminente, a Unicef enviou já esta terça-feira uma segunda equipa de emergência para Mutarara, uma das zaonas mais atingidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *