Na celebração da eucaristia da peregrinação internacional aniversária, o reitor do Santuário de Fátima convidou os fiéis a olharem para os “alicerces da fé”
Na celebração da eucaristia da peregrinação internacional aniversária, o reitor do Santuário de Fátima convidou os fiéis a olharem para os “alicerces da fé”O baptismo de Jesus lembra o nosso próprio baptismo, assinalou Luciano Guerra durante a homilia da eucaristia celebrada na igreja da Santíssima Trindade, esta manhã. Na solenidade do Baptismo do Senhor, o reitor lembrou que os alicerces têm de ser visitados, acarinhados.
Isto porque a nossa fé é como uma construção que se apoia na Trindade Santa. O presidente da celebração referiu ainda que o que mais o impressionou na construção do novo templo, foram os alicerces: 16 vigas com 32 metros de profundidade.
aos peregrinos de Fátima, neste 13 de Janeiro,o reitor do Santuário de Fátima defendeu que quando nos esquecemos da Santíssima Trindade, esquecemo-nos de toda a nossa fé. E a igreja da Santíssima Trindade pode ter um papel providencial para os peregrinos de Fátima.
aos fiéis exortou ainda a fazer os gestos da Santíssima Trindade (sinal da cruz) com o máximo de cuidado porque é uma afirmação do nosso último alicerce .
a celebração eucarística terminou com a procissão, com o andor de Nossa Senhora, reconduzido à Capelinha das aparições enquanto era entoado o avé de Fátima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *