O novo arcebispo de évora revelou que a sua prioridade pastoral é continuar o trabalho do seu antecessor
O novo arcebispo de évora revelou que a sua prioridade pastoral é continuar o trabalho do seu antecessor Vou para Évora e tenho consciência da responsabilidade que vou assumir numa diocese com estas dimensões e com esta tradição , explicou à agência Lusa. O prelado, que se encontra em Fátima, a participar no encontro nacional de capelães e visitadores católicos das prisões, confessou ter ficado surpreendido com a nomeação de Bento XVI, retirando-o de Portalegre-Castelo Branco.
Estive ali três anos e meio e foi um trabalho muito gratificante , até porque gostei muito de estar lá , afirmou. Não estava minimamente à espera até porque quando fui para Portalegre pensei que esta era a minha diocese até aos 75 anos, se tivesse saúde , acrescentou.
O novo arcebispo pretende dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelos antecessores, em particular pelo resignatário Maurílio Gouveia. Conheci em Évora quatro arcebispos e todos eles foram personalidades marcantes e exerceram uma grande actividade pastoral , pelo que a minha grande prioridade é dar continuidade ao trabalho dessas figuras , salientou.
Foto: D. José Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *