O efeito estufa mata. Pela primeira vez um cientista conseguiu determinar a responsabilidade do assassino do clima, o anidrido carbónico
O efeito estufa mata. Pela primeira vez um cientista conseguiu determinar a responsabilidade do assassino do clima, o anidrido carbónicoO aquecimento global do planeta está a provocar, anualmente, a morte de 150 mil pessoas. a difusão de vírus tropicais, desastres naturais e doenças respiratórias derivadas do inquinamento são consequências do aumento do anidrido carbónico (CO2), segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).
Pela primeira vez um investigador americano conseguiu medir o último destes contributos do CO2. Segundo o estudo do cientista, publicado na revista Geophisycal Research Letters, este gás mata directamente 20 mil pessoas anualmente em todo o mundo em cada grau a mais de temperatura.
Mark Jacobson, da Universidade de Stanford, afirma que se trata de uma verdadeira relação de causa-efeito. as mudanças químicas e meteorológicas causadas pelo CO2 são suficientes para aumentar a mortalidade.
Durante 18 anos de estudo, o cientista utilizou um modelo matemático complexo. Neel integra todos os processos que se verificam na atmosfera e contribuem para aumentar o efeito estufa. O ozono é um gás altamente corrosivo que danifica estátuas e objectos de borracha, explica o investigador. Quanto mais os pulmões e o coração do homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *